Operação ‘Festas Seguras’ reduz número de homicídios, roubos e latrocínios durante Natal e Réveillon
Publicado: 9 de janeiro de 2020 - Hora: 10:40

Operação ‘Festas Seguras’ reduz número de homicídios, roubos e latrocínios durante Natal e Réveillon

 

A realização da Operação ‘Festas Seguras’ reduziu o número de crimes durante o período de Natal e Réveillon no Pará. De acordo com os números divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) ,durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (8), os furtos diminuíram em 27,55%; os homicídios reduziram 26,23% e os latrocínios caíram em 30,77%.

A operação ocorreu no período de 11 de dezembro de 2019 a 6 de janeiro de 2020 e seu principal objetivo foi intensificar as ações de segurança em áreas comerciais que apresentam grande fluxo de consumidores na Região Metropolitana de Belém, além de prevenir e combater a criminalidade durante as festas do final de ano em todo Pará. Cerca de 2 mil agentes reforçaram os centros comerciais e os principais interiores e balneários do Estado.

Desenvolvida de forma conjunta pelos órgãos da segurança pública, a operação contou com a participação das Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Centro Integrado de Operações (Ciop), Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC), Grupamentos Aéreo e Fluvial, Guarda Municipal de Belém, Secretaria de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), além de órgãos municipais de segurança de Belém, Ananindeua e Marituba.

Outros números – Em relação o número de roubos em geral a redução foi de 36,37% em comparação com o último fim de ano. Registrando 6.652 ocorrências em 2018 e 4.233 ocorrências em 2019, em todo o Pará. O roubo a transporte coletivo caiu em 81,25%, computando 80 casos em 2018 e 15 em 2019. O roubo a estabelecimento comercial atingiu redução de 36,67%, com 150 registros em 2018 e 92 em 2019. Quanto ao roubo a transeunte, a diminuição foi de 38,44%, totalizando 5.538 ocorrências em 2018 e 3.409 ocorrências em 2019.

“Nosso compromisso é sempre dar transparência a todos os dados produzidos ao longo da nossa gestão. O sistema de segurança pública apresentou um balanço positivo ao comparar o recente período de 11 de dezembro a 6 de janeiro com o mesmo intervalo do ano anterior. Além da redução das ocorrências de homicídio e latrocínio, houve uma diminuição de 81% de roubos a transportes coletivos, que foi a redução mais significativa. Isso se deve muito ao trabalho conjunto das forças, não apenas de repreensão, mas principalmente de fiscalização e prevenção”. André Costa, secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social em exercício.

Réveillon mais seguro  – A operação Festas Seguras atuou ainda de forma específica em balneários, praias e cidades do interior, pois o período compreende maior procura dos paraenses por essas localidades para comemorar férias escolares e o Ano Novo.

Neste período foram registradas diminuição de 41,56% nas ocorrências de furto e 41,53% nos índices de homicídio. As reduções abrangeram também as ocorrências de lesão corporal seguida de morte que apresentou redução de 100% nos números de casos neste período. Quanto aos registros de roubo houve uma redução de 46,27% de casos e 48,51% nas ocorrências de roubo a transeuntes. Em relação aos roubos em transporte coletivo foi registrada a redução de 64,52% e ao estabelecimento comercial  37,70% dos casos. Já em relação a roubos a residências, neste período, atingiu a redução de 32,32%. Os números apresentados correspondem ao comparativo do mesmo período do dia 27 de dezembro de 2018 a 6 de janeiro de 2019.

Corpo de Bombeiros – O CBM registrou 138 ocorrências em balneários durante a operação, apresentando uma redução de 14% ao se comparar com o mesmo período na passagem do ano de 2018 para 2019 – onde foram registradas 180 ocorrências. Entre as principais estão acidentes com animais marinhos, com 53 casos; crianças perdidas/localizadas, computando 31 ocorrências; acidentes com objetos cortantes, com 18 casos; e curativos, com 13 casos. Já as localidades que mais computaram registros estão Salinópolis, totalizando 63 ocorrências; seguido de Outeiro e Mosqueiro cada um com 15 casos. Ao todo, seis afogamentos foram registrados.

O coronel do CBM, Reginaldo Pinheiro, destacou o uso de equipamentos como drones e quadriciclos para ampliar a atuação dos bombeiros em balneários. Além disso, houve intenso trabalho de prevenção e educação para evitar acidentes com os frequentadores dos locais. As crianças receberam atenção especial: foram mais de 5 mil pulseiras de identificação infantis distribuídas nesse período.

Quanto a atendimentos advertências e orientações, foram realizadas 6.898 abordagens pelos militares do CBM. Já os atendimentos feitos nas estradas computaram 76. Um óbito foi registrado por acidente de trânsito, um capotamento na PA-324 próximo a Vila da Curva.

Detran – A Lei Seca foi o principal foco das operações por parte do Departamento de Trânsito do Estado devido à combinação nociva de álcool e direção nessa época de confraternização.

Em 2018, foram realizadas 2,5 mil abordagens da Lei Seca, com 100 autuações após os testes feitos com o etilômetro. Para o diretor-geral do Detran, Marcelo Lima Guedes, os números recentes mostram que a instituição avançou em termos de fiscalização, prevenção e educação no trânsito, principalmente no combate à condução alcoolizada: em 2019, a quantidade de abordagens dobrou, passando para 5 mil testes realizados, com apenas 3% deles gerando auto de infração – 151 autuações, sendo 21 crimes de trânsito e 130 medidas administrativas. Ou seja, em 97% das abordagens, o condutor não estava sob efeito de álcool, o que significa um aumento do índice de respeitabilidade da lei.

O resultado alcançado é fruto do rigor da fiscalização aliado com o trabalho educativo e de prevenção. Foram 92 agentes de trânsito, com o apoio de 15 profissionais da área de educação, atuando nos municípios de Salinópolis, Santa Bárbara (Mosqueiro), Bragança, Marapanim (Marudá), Abaetetuba, Tucuruí, Altamira, Almeirim/Monte Dourado, Belterra e Medicilândia/Brasil Novo.

Entre as medidas de conscientização, constaram atividades lúdicas paras as crianças, que são multiplicadoras de boas práticas no trânsito, e o projeto Transitando nos Bares, que também percorreu as orlas das praias, realizando testes de etilômetro de forma educativa, para que as pessoas se familiarizassem com o aparelho e tivessem consciência de que a tolerância para a bebida alcoólica e direção é zero. No total, quase 10 mil pessoas foram atendidas por esse trabalho de orientação dos agentes de educação.

As principais infrações registradas pelo Detran neste período foram a não utilização do farol na rodovia, com 386 autuações; a não utilização do capacete em motocicletas, com 200 autuações; e a não utilização do cinto de segurança, com 160 autuações. Com isso, foi constatada uma mudança em relação a 2018, que havia apresentado como principais infrações cometidas: avanço de semáforo, transitar pelo acostamento e veículo com licenciamento em atraso.

 

Fonte: Agência Pará

Fotos: Agência Pará