1º GMAF participa do lançamento do projeto “Meninos do Rio” para prática de canoagem às pessoas com deficiência
Publicado: 20 de janeiro de 2019 - Hora: 16:07

1º GMAF participa do lançamento do projeto “Meninos do Rio” para prática de canoagem às pessoas com deficiência

Nesta sexta-feira, 18, o Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), lançou oficialmente a modalidade de canoagem e stand-up paddle, como ação inovadora e inclusiva na reabilitação de Pessoas com Deficiência (PcD), assistidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A ação faz parte do projeto social do CIIR, “Meninos do Rio”, inspirado em outros que já realizam atividades terapêuticas e de inclusão na água.

O evento teve o apoio do Grupo “Canoa Paid´égua” e contou com a participação especial de Robson Sousa, mais conhecimento como “Robson Careca”, que após sofrer um acidente automobilístico, ficou paralisado da cintura para baixo e, hoje, é atleta de surf adaptado e conduzirá a prática de atividade física aquática, às margens da Baía do Guajará, junto com usuários atendidos pelo Centro.

O Stand Up Paddle ou SUP é uma modalidade onde originalmente se praticava o remo em prancha em pé e com remo de pá larga para se locomoverem, hoje se utiliza a prancha de outras maneiras – sentado ou deitado, e, a canoagem em caiaque ou canoa havaiana, são esportes que podem ser praticados individualmente ou de forma coletiva indicada para PcD.

De acordo com a coordenadora do serviço de Fisioterapia, Monizze Carleto, a prática dessa atividade esportiva resulta em diversos benefícios físicos e psicológicos aos usuários. “A atividade de canoagem, associada ao treinamento técnico, exerce influência positiva na melhora da composição corporal, força muscular, força de preensão manual e flexibilidade de tronco e de membros superiores”, afirmou. A fisioterapeuta também apontou outros benefícios, entre eles, a elevação da autoestima a partir da interação com outras pessoas e melhora a qualidade de vida. “É uma forma de superar os limites individuais da pessoa com deficiência, que os deixa extremamente motivados”.

Estrutura – O CIIR é composto pelo Centro Especializado de Reabilitação (CER IV), que inclui atendimento para deficiência visual, auditiva, intelectual e física; Oficina Ortopédica com dispensação, confecção, manutenção, ajustes de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, ocular, auditiva; e o Centro Especialidades Odontológicas (CEO II). Ou seja, o Centro reúne em um único espaço assistência médica, odontológica, reabilitação, capacitação, além de serviço de Apoio e Diagnósticos, que aumenta significativamente a resolutividade na atenção às crianças, jovens e adultos com deficiência no estado.

Atendimento – Os usuários podem ter acesso aos serviços por meio de encaminhamento das Unidades de Saúde, acolhido pela Central de Regulação de cada município, que por sua vez encaminhará à regulação Estadual, onde o pedido será analisado conforme perfil do usuário, através do Sistema de Regulação – SISREG. É importante ressaltar que não há atendimento espontâneo ou qualquer tipo de inscrição ou cadastramento no CIIR.

Serviço – O CIIR funciona em um prédio na Rodovia Arthur Bernardes, 1000. Mais informações: 4042-2157/58/59.

 

ASCOM CBMPA

Por: Capitão Leandro/ GMAF