Operação Semana Santa tem ações preventivas no interior do estado
Publicado: 31 de Março de 2018 - Hora: 12:35

Operação Semana Santa tem ações preventivas no interior do estado

 

Para garantir a tranqüilidade de todos na “Operação Semana Santa”, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará manteve um trabalho intensivo nesta sexta-feira (30), nas praias, estradas e também no serviço de prontidão nos quartéis. Em Barcarena, nas praias de Caripi, Vila do Conde, Cuipiranga e Sirituba quase não houve ocorrências registradas devido ao clima de chuva e ao número reduzido de pessoas, mas orientações e advertências foram prestadas ao público.

As praias de Barcarena foram marcadas pela tranqüilidade. A atuação dos Bombeiros se restringiu apenas a orientação dos banhistas que contou com o efetivo do 6° Grupamento de Bombeiros Militares (GBM).

“A atuação do Corpo de Bombeiros na praia de Caripi está bem tranquila devido ao tempo fechado, mas reforçando o trabalho preventivo e devidamente preparados para atender qualquer tipo de ocorrência. Estamos com 22 militares distribuídos nas quatro praias de Barcarena, a estimativa é que o número de pessoas aumente no domingo”, destacou o supervisor de praia, tenente Edilson Maués.

Na região do Guamá, na Vila de Caraparú a estimativa de público é que cerca de 250 pessoas aproveitem o balneário neste final de semana, com a supervisão do Corpo de Bombeiros, o alerta é para a área de banho que está com a profundidade acima de três metros devido o período de chuvas.

As ocorrências mais frequentes em Caraparú são de cortes por objetos perfurantes e machucados devido a pedras e pulo de árvores na água. Os bombeiros estiveram hoje (30), e fizeram orientação aos pais para a atenção redobrada com as crianças e sempre acompanhadas de um adulto, de preferência com apoio flutuantes de boias e coletes devido a profundidade do rio. E, também orientações quanto a entrada na água de pessoas alcoolizada e após a ingestão de alimentos.

As advertências mais comuns no ambiente são para que os banhistas não se afaste da margem e nem ultrapasse o limite de profundidade. Quanto ao passeio de caiaques, canoas e boias é importante o uso de coletes e respeitar a área de banho.

Por Carlos Yury

Fotos: Carlos Yury (Colaboração Cabo Barreto)