Militares participam de Olimpíada Profissional na praia de Mosqueiro
Publicado: 2 de Maio de 2018 - Hora: 08:20

Militares participam de Olimpíada Profissional na praia de Mosqueiro

Veja mais fotos aqui

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará promoveu na última sexta-feira, 27, na Praia do Farol, em Mosqueiro, a 3ª Olimpíada Profissional com atividades de salvamento aquático, como resgate de vítima, aquathlon (que consistiu em 1km de corrida, 1km de natação e novamente 1km de corrida) e salvamento com tubo de resgate e pranchão.

A Olimpíada contou com  a presença de 98 militares de diversos quartéis, dentre eles estão a Academia de Bombeiros Militar, o quartel do Comando Geral, Grupamento Marítimo Fluvial (GMAF), quartel de Icoaraci (26° GBM), o Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), quartel de Mosqueiro (20° GBM), o 1° GBM da Cremação e o quartel de Salvaterra (18° GBM).

Para dar suporte e atendimento aos militares, o Grupamento de Socorro e Emergência se manteve presente na Olimpíada. O soldado Thiago Vasconcelos afirma que “o suporte de atendimento pré hospitalar para os competidores é importante devido o esforço que é aplicado nos circuitos”, relatou.

O objetivo da Olimpíada dos Bombeiros é fomentar as atividades esportivas, trabalhar a preparação física, intelectual e emocional, bem como, o constante treinamento da tropa. No que tange a sociedade, o evento proporciona melhor desempenho aos serviços prestados. A Olimpíada é uma forma de preparo para que os bombeiros conheçam suas capacidades.

Sobre a finalização do circuito Aquathlon, o Cabo João Pádua foi primeiro a finalizar o circuito, este que contou com os 98 militares. “Esse momento começa bem antes, desde quando ingressamos, e ganhar ou perder não é nosso objetivo, e sim confraternizar e melhorar o nosso preparo físico para os salvamentos”, pontuou.

A soldada Stephanie Renteiro, do Grupamento de Busca e Salvamento foi a primeira mulher a finalizar no circuito Aquathlon, que foi feito por militares masculinos e femininos. “O campeonato reforça ainda mais os treinos que temos, e no dia a dia é essencial porque na prática precisamos estar preparados, além de reconhecermos nossos limites”, ressaltou.

E, completa: “apesar de nós competirmos com o efetivo masculino que é maior, nós conseguimos concluir o circuito com muita garra e força, mostrando que o efetivo feminino também é capaz”.

O Tenente Coronel Silva Júnior agradeceu a participação de todos os grupamentos envolvidos, e salientou sobre a importância do evento que vai ajudar para o preparo para melhor atender a população. E, orientou sobre a participação dos quartéis e reforçou que os treinamentos semanais são fundamentais para melhor preparo físico.

Programação de Atividades:

A olimpíada teve o início com a prova Aquathlon que são 1km correndo, em seguida 1km nadando e finaliza com 1km correndo para chegar até a base. Em seguida, a segunda prova foi de resgate de vítimas com tubo de resgate (masculino e feminino), após a finalização, foi realizado o circuito com resgate de vítimas com tubo de resgate e pranchão, e para finalizar a última prova foi de corrida à nadadeira.

Veja como ficou o resultado e os vencedores das Olimpíadas:

  1. Grupamento Marítimo Fluvial (GMAF) – 922 pontos
  2. Academia Bombeiro Militar – 614 pontos
  3. Quartel do Comando Geral – 445 pontos
  4. Grupamento de Busca e Salvamento – 357 pontos
  5. 1° Grupamento Bombeiro Militar – Cremação – 320 pontos
  6. 26° Grupamento Bombeiro Militar – Icoaraci – 183 pontos
  7. 20° Grupamento Bombeiro Militar – Mosqueiro – 154 pontos
  8. 18° Grupamento Bombeiro Militar – Salvaterra – 143 pontos

Entre os militares masculinos quem mais pontuou foi o Cabo João Pádua pertencente ao quartel de Icoaraci, nas disputas entre o quadro feminino a Cadete Ana Paula foi a quem fez mais pontos na Olimpíada.

Por Carlos Yury

Fotos: Sargento Carlos