Bombeiros fazem segurança de milhares de fiéis na procissão do Círio 2017.
Publicado: 8 de outubro de 2017 - Hora: 19:19

Bombeiros fazem segurança de milhares de fiéis na procissão do Círio 2017.

Na manhã deste domingo, 08 de outubro, a cidade de Belém parou para homenagear a imagem de Nossa senhora de Nazaré na tradicional procissão do Círio, que neste ano chegou a sua 225º edição e atraiu um público de 2 milhões de pessoas. O efetivo do Corpo de bombeiros do Pará esteve presente para garantir a tranquilidade dos fiéis.

“Hoje, cerca de duzentos militares equipados com extintores, macas e materiais de primeiros socorros fizeram a prevenção de acidentes e atuaram no apoio dos romeiros tanto nas áreas da procissão como nas mediações, com objetivo de evitar algum tipo de prejuízo aos fiéis”, comentou o coordenador do serviço dos bombeiros, Coronel Marcos Norat.

A procissão iniciou após uma missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto que foi realizada em frente à igreja da Sé por volta das 5h da manhã. A berlinda com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré saiu às 06h20 e percorreu 3,6 km seguindo pela Praça do Relógio, avenida Portugal, Boulevard Castilhos França, avenida Presidente Vargas e avenida Nazaré.

Chuva de papel picado, pétalas de rosas, apresentações de corais e bandas foram algumas das formas que os fiéis encontraram para pedir e agradecer as bênçãos alcançadas. Também vários fiéis pagaram promessas segurando a corda do Círio e carregando objetos em miniaturas (casas, barcos etc.)

O efetivo do Corpo de Bombeiros além do serviço de prevenção de acidentes também contribuiu no reforço da guarda de Nossa Senhora de Nazaré que faz o isolamento da berlinda com cordas. O 2º Sargento Edivaldo Nascimento Nogueira já participou desse tipo de serviço e destacou: “Dos vinte e oito anos de bombeiro, cinco participei do reforço da guarda e acho esse serviço necessário, porque com a sua ausência seria um dos pontos mais críticos da procissão do Círio, devido oferecer riscos de acidentes”.

O guarda de Nossa Senhora, Kepler da Costa considera a parceria do Copo de Bombeiros fundamental para realizar a procissão do Círio. “Sozinha a guarda não conseguiria fazer a segurança, porque é preciso da ajuda dos militares no isolamento da berlinda e também para atender as pessoas que passam mal”.

A procissão concluiu o percurso da Igreja da Sé à Praça Santuário no Centro Arquitetônico de Nazaré às 11h20, com cinco horas de duração foi considerada pela Diretoria da Festa uma das procissões do Círio que terminou mais rápido. Fato que ocorreu devido a suspensão da queima de fogos na Praça dos Estivadores, antecipação das interdições de ruas e o corte antecipado da corda, ocorrido por volta de 9h10, pelos próprios romeiros.

A procissão deste domingo foi a quinta romaria das doze que é realizada no Círio, e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Fuzileiros Navais e voluntários da Cruz Vermelha. O Comandante Geral do CBMPA, Coronel Zanelli Nascimento esteve presente na procissão e agradeceu o empenho do efetivo da corporação no serviço preventivo.

 

Por Soldado Roclane Damasceno

Fotos: Sargento Carlos Cesar e Voluntário Civil Carlos Yury

Compartilhar: