Operação Fênix integra órgãos estaduais e federais para o combate a incêndios florestais
Publicado: 31 de agosto de 2019 - Hora: 13:37

Operação Fênix integra órgãos estaduais e federais para o combate a incêndios florestais

 

 

Na última quinta-feira (29), o Corpo de Bombeiros Militar do Pará, através da Guarnição de Combate a Incêndios Florestais (GCIF), esteve em uma reunião no 7° Grupamento Bombeiro Militar/Itaituba para o levantamento de dados sobre a área de atuação nos municípios de Itaituba, Trairão, Novo Progresso, Serra do Cachimbo, e Castelo do Sonhos (distrito de Altamira).

Participaram da reunião o comandante do 53° Batalhão de Infantaria de Selva/Itaituba Coronel Peixoto dos Santos, o comandante do 7° GBM Major Júnior e seu Subcomandante Capitão Luiz, e o Capitão Marcos Leão, Subcomandante da Operação Fênix em Itaituba.

O EFETIVO: O Exército Brasileiro disponibilizou 193 homens capacitados, 5 caminhões para transporte de tropa, uma base operacional com capacidade para 100 homens, alimentação, além de uma aeronave para combate e outra para monitoramento.  A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) disponibilizou uma viatura, e enviará informações em tempo real dos focos de incêndios. O Instituto Nacional do Meio Ambiente (IBAMA) auxiliará com o PREVFOGO (Sistema Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais), que contará com 14 brigadistas utilizando materiais específicos, como 18 abafadores e materiais para fazer cercos/edificações chamados de SAPA. A Secretaria de Meio Ambiente Municipal disponibilizará 3 fiscais e uma viatura de apoio. A Policia Militar e a Força Nacional também estarão a disposição com homens para realizar a segurança das tropas nas regiões. Foi realizado o combate a focos pela período da tarde e noite, pelo CBMPA.

Ainda na quinta-feira, foi realizada uma reunião no 53° BIS afim de continuar o combate à queimadas ocorridas em todo o Estado. Foi instalado um Sistema de Comando de Incidente na região, pelo CBMPA. Um Centro de Monitoramento Integrado também foi instalado junto a todos os órgãos, que utilizarão um sistema para o controle desses incidentes. A imprensa local esteve presente para o registro da reunião.

Na sexta-feira (30), houve mais uma reunião no 53º BIS com outros órgãos, como o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), que disponibilizará monitoramento e dados em tempo real. A Policia Federal também disponibilizou de 3 a 5 homens para acompanhar, além de mais um perito. A Secretaria de Saúde Indígena ofereceu 400 profissionais na área de Saúde. A Policia Civil, através do Delegado Rafael, se prontificou a auxiliar na Operação.  Hoje pela manhã (sábado), às 07h00, a equipe se deslocou para Novo Progresso com um efetivo de 70 militares do Exército, e mais 10 Bombeiros comandandos pelo Capitão Marcos Leão, e mais 15 brigadistas. Pela tarde, o material de combate a incêndio florestal será enviado, além de mais equipamentos de proteção individual a equipe. O objetivo da missão é fazer o reconhecimento da área e chegar em pontos da Terra do Meio e Terras Indígenas.

A OPERAÇÃO: A Operação tem a finalidade de estabelecer os procedimentos básicos quanto aos serviços de combate a incêndio florestal, a ser executado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Pará durante período provisório, com o intuito de fazer frente aos desastres e respostas às emergências provocadas pelas queimadas.

 

ASCOM CBMPA