Reunião define estratégias para a possível aproximação de manchas de óleo no litoral paraense

Na tarde desta quinta-feira (18), o Corpo de Bombeiros Militar do Pará e a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC) realizaram uma reunião emergencial em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), para atuar de forma integrada com os órgãos de proteção civil e ambiental sobre ações numa possível intervenção em virtude da aproximação das manchas de óleo no litoral paraense, que já atingiram o estado do Maranhão e Piauí, no Nordeste Brasileiro.
O objetivo da reunião foi estudar as áreas que mais recebem visita de animais marinhos, como costas e litorais paraenses, além da antecipação preventiva quanto ao processo de manchas de óleo, que estão atingindo vários pontos do litoral brasileiro, causando contaminação das águas, solo e morte de animais que dependem desse tipo de flora para sobreviver.
A ação preventiva de pesquisa de campo se dará primeiramente nas cidades de Viseu e Augusto Corrêa, pela proximidade dos municípios com o Maranhão, estado já atingido pelo crime ambiental. A segunda etapa se dará nas cidades de Bragança, Vigia, São Caetano e Colares.
O Maranhão e Piauí fazem parte da Costa Norte, locais com ocorrência da fauna e flora afetadas. As manchas já chegaram a esses estados com grande incidência de impactos, ameaçando principalmente a fauna aquática.
A reunião contou também com biólogos que fazem o monitoramento e estudo dessas áreas afetadas.

Caso a população encontre manchas de óleo no mar ou em praias, ou animais atingidos, entrar em contato com a Semas pelos telefones: 3184-3362/3300/3330

ASCOM CBMPA
TEXTO: Igor Luz
FOTOS: Sargento Carlos; Letícia Lima