Estado monta gabinete de crise em Ipixuna do Pará após enxurrada

Objetivo é estabelecer ações que possam auxiliar as famílias do município, que foi atingido por fortes chuvas na noite de segunda-feira (15)

O governo do Estado instalou, nesta quarta-feira (17), um gabinete de crise composto pela Defesa Civil Estadual, Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) e Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab), no Centro Universitário Municipal em Ipixuna do Pará, nordeste paraense. O objetivo é articular ações de prevenção e auxílio, após o município ter sido atingido por uma enxurrada, na noite de segunda-feira (15).

“Ainda na noite de ontem (terça), fizemos o monitoramento de uma barragem que está na iminência de rompimento. Na manhã desta quarta, tivemos uma reunião com a Prefeitura e com órgãos do município para traçar metas e nossas equipes estão in loco para avaliar as casas que foram totalmente destruídas. O objetivo é adotar medidas para retirar as famílias em segurança, caso confirme essa ameaça, e para que os benefícios do governo do Estado cheguem o mais rápido possível para o reestabelecimento dessas famílias”, afirmou o secretário adjunto da Defesa Civil Estadual, coronel Reginaldo Pinheiro.

O comerciante Armando Batista foi uma das pessoas que teve a residência atingida pela enxurrada e está abrigado em casa de familiares. “A gente queria sair mas não podia, se fosse lá pra fora a gente morria afogado, a água foi levando tudo, depois desse dia eu nasci de novo”, contou. Nesta madrugada, não choveu na região.

O prefeito de Ipixuna, Artemes Oliveira, ressaltou a importância e a celeridade da ação do Governo na região. “O município sozinho não tem condições de dar essa resposta rápida para a população dado ao caos, então todo o auxílio anunciado é bem-vindo e será de grande ajuda para a população”, afirmou. 

Sua Casa – No final da manhã desta quarta-feira (17), uma equipe da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) chegou a Ipixuna. Os técnicos da Cohab vão se reunir com a Defesa Civil Municipal e com a Prefeitura, para definir as áreas de atendimento prioritário.

O objetivo da Cohab é realizar o levantamento das famílias que tiveram imóveis atingidos pela água e analisar se elas podem ser inseridas em programas habitacionais sociais, como o “Sua Casa”. O programa consiste na concessão de dois auxílios que garantem apoio financeiro para aquisição de material de construção e para o pagamento da mão de obra empregada durante a construção e reconstrução de casas.

Documentos – A Polícia Civil ofertará o serviço de emissão de novas cédulas de identidade para todas as pessoas que foram afetadas com o rompimento da barragem. Mais de 600 RGs serão emitidos e o atendimento permanecerá enquanto houver necessidade.

Auxílio – O governo do Estado também entregará 950 cestas básicas, 3.700 colchões e água mineral para as famílias atingidas no município.

FONTE: AGÊNCIA PARÁ