DEFESA CIVIL DO ESTADO REFORÇA AÇÕES DE PREVENÇÃO PARA O INVERNO AMAZÔNICO


As chuvas ficaram mais intensas na Região Metropolitana de Belém (RMB) e em boa parte do Estado, desde a última sexta-feira (15). Segundo boletim divulgado pelo Núcleo de Monitoramento Hidrometeorológico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), o inverno amazônico será intenso e de chuvas diárias em 2021.

A partir destas previsões, a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, que é vinculada ao Corpo de Bombeiros, reforça as ações de prevenção para o inverno amazônico. Segundo a chefa da Divisão de Apoio Comunitário do órgão, tenente coronel Ciléia Mesquita, a coordenadoria atua de forma integrada com a Defesa Civil Nacional, Coordenadorias e Secretarias Municipais.

Na próxima semana, a Coordenadoria Estadual intensificará o trabalho de sensibilização dos novos gestores, em municípios que tiveram mudanças por conta da última eleição, reforçando a importância do fortalecimento das ações de uma coordenadoria de Defesa Civil na localidade. Nas cidades em que não houve a troca de prefeitos, o trabalho de fortalecimento continua de acordo com o planejamento normal.

A chefa da Divisão de Apoio Comunitário da Coordenadoria Estadual afirma que a prevenção é uma das estratégias para o enfrentamento do inverno. “O município que tem uma coordenadoria consegue ter o levantamento das áreas de risco locais e garante que os prefeitos saibam como atuar nos casos que necessitem, por exemplo, decretar situação de emergência por conta das chuvas, entre outras funções”, explica Ciléia.

Além do trabalho preventivo, com planos de qualificações, a Coordenadoria Estadual oferece apoio às Municipais desenvolvendo ações de respostas (em caso de desastres) e deslocando técnicos estaduais às cidades, caso seja necessário o atendimento de vítimas afetadas pelas chuvas.

 

CHUVAS

Segundo a tenente coronel Ciléa Mesquita, o sudeste do Pará e a região do Baixo Amazonas são as mais afetadas por conta das chuvas. Clique aqui e confira mais informações meteorológicas.

É importante ficar atento, porque com o início do período de chuvas, também começa a temporada de raios na região Norte, que seguirá até o mês de maio. Até meados de março de 2021, são esperadas mais de 60 milhões de descargas elétricas no país.

O Governo do Estado, por meio do Banco do Estado do Pará (Banpará), creditou auxílio do ‘Fundo Recomeçar’ no valor de R$ 1.045, após cadastro e avaliação do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, para pessoas que perderam móveis, eletrodomésticos ou tiveram as casas danificadas por conta das chuvas.

Em nove meses, o programa já beneficiou 2.857 pessoas, com um investimento de cerca de R$ 3 milhões. Os contemplados precisavam ter renda de meio salário mínimo até três salários, e foram avaliadas também as perdas dos bens das famílias.

A Coordenadoria Estadual levou em consideração os bairros mais atingidos, de acordo com o cadastro do ‘Fundo Recomeçar’, que ocorreu até o dia 30 de abril de 2020, para a elaboração de plano com ações de prevenção para 2021.

 

FONTE: AGÊNCIA PARÁ