CBMPA E DEFESA CIVIL ESTADUAL ATUA NA PREVENÇÃO DURANTE OPERAÇÃO CORPUS CHRISTI

Teve início na última quinta-feira (11) e se estendeu até domingo (14), a Operação Corpus Christi 2020, em virtude da pandemia da covid-19, este ano o foco da operação foi evitar a concentração de público nos balneários do Estado. O Corpo de Bombeiros Militar do Pará e Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, em parceria com os órgãos que integram o sistema de segurança pública, fizeram cumprir as medidas preventivas estabelecidas no decreto governamental n°800, de 31 de maio de 2020. Segundo o Major BM Rogério Scienza, da Secretaria de Segurança Pública, estas medidas têm por principal objetivo evitar aglomeração nos balneários do Estado. ” Em cumprimento ao decreto, está sendo efetuado o acompanhamento nas áreas de orla, em Outeiro, Mosqueiro e Salinas, onde há estatísticamente maior concentração de público, entre outros balneários do interior do Estado, a SEGUP está articulando também com os órgãos municipais, atuando tanto nas rodovias, quanto nas áreas de orla, praias e igarapés, contamos com o disque denúncia, que nos auxilia quanto informações de concentração de público, estão sendo implementadas ações de orientação, para a segurança e proteção do público”. No portal da ilha de Mosqueiro, o fluxo era abaixo do registrado ano passado, conforme relatou o Major BM Luiz Roan, Subcomandante do 20° Grupamento Bombeiro Militar/Mosqueiro. “Estamos atuando seguindo as diretrizes do Comando Operacional, há 4 militares atuando em conjunto com a SEGUP, no sentido de fiscalizar e orientar a população, uma vez que não há guarda vidas nas praias”. Em Mosqueiro, segundo o Sargento BM Adriano, da Defesa Civil Estadual, estão sendo feitas orientações às pessoas que procuravam o balneário. ” Estamos realizando o serviço preventivo intinerante, auxiliando os demais órgãos no cumprimento do decreto governamental, evitando que as mesmas se exponham ao risco de contaminação”. Para reforçar a fiscalização na barreira, a Polícia Militar, através do Batalhão de ROTAM, informou que não houve autuações, ” Estamos atuando de forma preventiva e ostensiva, evitando aglomerações de moradores ou turistas, fazendo cumprir o decreto governamental, orientando para não frequentarem as áreas de praia, até o momento não houve nenhuma ocorrência mais grave, sendo que o fluxo de pessoas está bem reduzido”, palavras do 2° Tenente PM Adriano, comandante da guarnição. Em virtude das medidas preventivas do decreto, o público se manteve distante de Outeiro, um dos mais próximos balneários da capital, praias quase desertas, e barracas fechadas. Apenas poucas pessoas se deslocaram até a ilha, onde eram orientadas por agentes da segurança a evitarem aglomeração, já no litoral paraense, em Salinópolis, as praias também estavam fechadas ao público, segundo Informações do Subtenente BM Álvaro, foram criadas barreiras nos principais acessos às praias, visitantes e moradores, eram orientados sobre as medidas adotadas visando garantir o isolamento social para combater o avanço da Covid 19 e em virtude do decreto do governamental, não seria possível frenquentar as praias.

ASCOMCBMPA