Outeiro recebe cerca de 50 mil pessoas no último domingo de julho
Publicado: 1 de agosto de 2017 - Hora: 11:01

Outeiro recebe cerca de 50 mil pessoas no último domingo de julho

A ilha de Outeiro foi a opção de milhares de banhistas neste último domingo do mês de julho. Sessenta bombeiros asseguraram a tranquilidade no local com os serviços de guarda-vidas e socorristas nas margens das praias da Brasília; Artista; Grande; Amor; Barro Branco e Paraíso.

De acordo com supervisor do serviço dos guarda-vidas, Tenente Coronel Clebson Loair, aproximadamente cinquenta mil pessoas estiveram nas praias de Outeiro neste domingo (30). O ponto crítico considerado pelos bombeiros foi no momento da maré cheia, porque a extensão de areia da praia diminuiu e a concentração de pessoas aumentou. Isso exigiu que os guarda-vidas ficassem com atenção redobrada.

Os casos de crianças perdidas e brincadeiras de pipas com linhas enceradas foram os principais problemas encontrados pelos militares.

A praia do Paraíso é considerada uma praia nova em Outeiro, e necessitou da presença dos guarda vidas por apresentar áreas de perigo. “A particularidade da praia do Paraíso é a grande incidência de ocorrências de ferroadas de arraias, e isso nos deixa preocupados, pois esse tipo de acidente acontece quando a maré começar a encher, e vem trazendo os animais marinhos conforme o aumento do nível d’água, e eles ficam localizados nas áreas com presença de lama. E como a praia possui característica plana os banhistas se afastam da beira e vão para os locais que as arraias se encontram, mas para evitar isso estamos alertando as pessoas para tomarem banho em locais que não oferece perigo”, comentou cabo Ivanildo Barahuna.

A veranista Carolina Amorin aproveitou o último domingo do mês das férias escolares em Outeiro e considerou o serviço dos bombeiros ótimo. “Me sinto mais segura com o serviço dos bombeiros aqui na praia, pois eles nos orientam dos perigos existentes e colocam a pulseira de identificação nas crianças”, disse.

Segundo o Capitão Leandro de Almeida, que está coordenando o serviço em Outeiro, a maior quantidade de público foi nos domingos de julho e o maior índice de ocorrência foi de crianças perdidas. Também foram registrados seis afogamentos, mas nenhum fatal.

Nesse domingo, os bombeiros atenderam uma ocorrência de afogamento de grau dois. A vítima foi uma criança de 11 anos, que aspirou água e perdeu os sentidos. De imediato os guarda-vidas realizaram o atendimento e encaminharam a criança para a unidade de saúde local.

O veranista Antônio Ricardo observou a ação dos bombeiros no atendimento da ocorrência de afogamento e destacou: “Os bombeiros estão realizando um excelente trabalho aqui em Outeiro, pois vi a ação deles na ocorrência de afogamento, quando trouxeram a criança para a barraca dos bombeiros e fizeram os procedimentos com eficiência e depois a levaram para o posto de saúde”.

Os bombeiros tiveram apoio no último domingo de julho de voluntários da Defesa Civil Municipal na entrega de pulseiras de identificação e nos serviços de atendimento pré-hospitalar, ao realizar curativos em pequenos ferimentos causados por materiais perfuro cortante e verificando pressão arterial. Também os bombeiros contaram com apoio da Polícia Militar, Guarda municipal e Conselho Tutelar.

Texto: Soldado Roclane Damasceno

Fotos: Sargento Carlos Cesar 

Compartilhar: