Efetivo do CBMPA trabalham de forma empenhada na segurança da Trasladação
Publicado: 8 de outubro de 2017 - Hora: 03:16

Efetivo do CBMPA trabalham de forma empenhada na segurança da Trasladação

 

veja mais fotos aqui: https://goo.gl/6YXaW1

Por volta das 17 horas da tarde começou a chover na grande Belém, mas isso não desanimou e nem abalou os fiéis. A procissão começou após o término da missa, e assim, a imagem de Nossa Senhora de Nazaré foi finalmente colocada na berlinda. Com um percurso de 3,7 quilômetros, a imagem peregrina foi homenageada com hinos, louvores, chuva de papel picado e fogos. A caminhada começou na Avenida Magalhães Barata e finalizou na Igreja da Sé, no bairro da Cidade Velha por volta das 22h30.

O Soldado Marcelo Henrique trabalha no círio há oito anos e a cada ano que passa ele renova sua fé ao ver a Nossa Senhora de Nazaré. “Para mim é muito especial, pois renovo a fé a cada ano e tenho uma história de amor pelo Círio. Ano passado meu filho nasceu prematuro e fiz uma promessa a Nossa Senhora de Nazaré que se ele ficasse bem, e não tivesse nenhuma sequela, sempre que eu pudesse, estando de serviço ou não, eu viria ao Círio para agradecer pelo meu filho que hoje vive bem sem nenhum problema de saúde, e hoje, eu estou aqui e faço questão de todo ano ser escalado para trabalhar na procissão da trasladação”, afirmou o militar emocionado.

Uma das inovações da “Operação Círio 2017” foi a instalação de 20 plataformas distribuídas ao longo do trajeto da Trasladação e do Círio. São cinco estruturas a mais do que no ano passado, onde ficam 40 militares da PM e dos Bombeiros, atentos a qualquer ocorrência.

Os militares do Corpo de Bombeiros Militar do Pará trabalharam de forma rápida e eficaz nas ocorrências que aconteceram durante a procissão da trasladação. Foram realizadas ocorrências de mau súbito, escoriações, fraturas, crianças perdidas, atendimento de urgência e emergência, advertências e resgates.

Após a interdição dos fogos de artifícios na Praça dos Estivadores que foi definida em reunião com todos os órgãos de segurança, que visou evitar qualquer acidente no local além de liberar maior espaço para os romeiros que assistem e acompanham o Círio e a Trasladação.

Para a Luciana Filizzola que acompanha a Trasladação a mais de 30 anos comenta sobre a liberação do espaço na Praça dos Estivadores. “Foi um ganho muito grande para a população, principalmente para os fiéis, assim podemos circular com as crianças tranquilamente, ficar a vontade na Praça, trazer as cadeiras e se organizar na grama para ver a berlinda”, afirmou.

“não há pessoas desesperadas e com medo dos fogos, a multidão consegue circular tranquilamente. Umas das coisas que mais incomodava era a fumaça e a euforia dos fiéis”, completou a Ana Maria que trouxe o neto para ver a berlinda na praça.

“Apoiamos a decisão e afirmamos que o intuito não é acabar com a tradicional homenagem, mas garantir a integridade dos romeiros, transferindo-se a queima de fogos para um local mais seguro”, informou a Diretoria da Festa.

Com duração de quatro a cinco horas a Trasladação reuniu mais de um milhão de pessoas e é a procissão mais tradicional entre os eventos que antecedem o Círio. A imagem peregrina irá pernoitar na Igreja da Sé até a madrugada deste domingo, 08, de onde sairá após a missa, às 5 horas, fazendo o percurso oposto ao da Trasladação, na grande procissão do Círio.

O Comando do CBMPA agradece o empenho de todas as equipes que trabalharam na trasladação de forma árdua mostrando o compromisso com a segurança e as vidas alheias. Equipes de prevenção e combate a incêndio, salvamento terrestre e aquático, atendimento de urgência e emergência, controle de pânico, vistorias em prédios, em instalações provisórias (arquibancadas e palanques), em materiais que obstruam as passagens das procissões, e na fiscalização do excesso de fogos ou artefatos pirotécnicos presentes ao longo das procissões, com objetivo de preservar, conservar e estabelecer a integridade física e patrimonial do público presente.

Por Ascom CBMPA

Fotos: Carlos Yury e Sargento Silva

Compartilhar: