Corpo de Bombeiros registra movimentação tranquila nas praias do Estado
Publicado: 2 de Abril de 2018 - Hora: 12:12

Corpo de Bombeiros registra movimentação tranquila nas praias do Estado

veja mais fotos aqui

O movimento considerado tranquilo pelo Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA) teve baixo fluxo de banhistas neste domingo de Páscoa nas praias da Ilha de Mosqueiro. Cerca de 41 municípios e 56 balneários receberam o efetivo do Corpo de Bombeiros.

Para a “Operação Semana Santa” mais de 400 militares estiveram trabalhando para manter a segurança, oferecendo ao público atendimento básicos, serviços de prevenção balneária (guarda-vidas e operação nas rodovias), atendimento pré-hospitalar, serviços de resgate e combate a incêndio.

Na praia do Paraíso, da Ilha de Mosqueiro, que costuma receber um público familiar, teve uma movimentação tranquila com ocorrências simples. “Não houve nenhuma ocorrência somente orientações aos banhistas”, explicou o sargento Lobo, que estava coordenando a equipe de guarda-vidas na praia do Paraíso.

De acordo com o CBMPA, a Semana Santa nas praias tem movimentação amena. O militar responsável pelas equipes de guarda-vidas na Ilha de Mosqueiro, Capitão Ribeiro, destacou o trabalho desenvolvido na local pelos 60 militares dos quartéis da Região Metropolitana de Belém: “A orientação maior foi aos pais sobre as crianças. A operação desse período é muito tranquila, mas, o Corpo de Bombeiros sempre se faz presente para qualquer possível caso em que possa atuar.”, ressaltou. As praias do Chapéu Virado, Farol e Marahú registraram baixa movimentação.

Outeiro – As praias de Outeiro receberam cerca de três mil pessoas nos dois primeiros dias da operação (30 e 31\03), mas não houve ocorrências graves, apenas curativos, orientações e advertências foram dadas aos banhistas.

Cerca de 40 militares foram escalados para o serviço de guarda-vidas e pronto atendimento nas viaturas de resgate.

O tenente-coronel Helton Morais coordenador de praia afirma que: “as ocorrências nos dois primeiros dias da operação foram mínimas em Outeiro nas quatro praias coberta pelos bombeiros. Durante a operação percebemos que o público que vem à praia é mais família, por isso, é mais tranquilo para o guarda-vida fazer sua atuação preventiva minimizando ocorrências de acidente”, afirmou.

A Praia Grande, praia do Amor, Barro Branco, praia dos Artistas e Brasília recebem o serviço preventivo dos bombeiros durante a operação semana santa.

A cadete Lorena Santos realizou seu primeiro serviço como guarda-vida na Operação Semana Santa: “é um serviço que exige muita atenção devido ao número de crianças os pais começam a ingerir bebida alcoólica e acabam esquecendo dos filhos, tem que ficar atenta ao horário da preamar para ter uma atenção redobrada enquanto a enchente da maré, alertamos bastante os banhistas para que evitem situações de possíveis ocorrências e afogamentos”, explicou.

Salinópolis  Já em Salinópolis as ocorrências na praia do Maçarico foram as águas vivas e o bagre, a equipe do bombeiros contou com a utilização do flat boot. O trabalho dos guarda-vidas se estendeu na orientação aos banhistas e donos de embarcações. Na praia da Corvina, os guarda-vidas realizaram orientações aos banhistas sobre a enchente e a vazante. Na praia do Atalaia, além das prevenções, ainda se realizou a orientação dos condutores de carros estacionados na praia.

Em balneário de Santa Rosa em Vigia, manteve a tranquilidade como as demais localidades do Estado durante a Operação Semana Santa, dentre as ocorrências mais frequentes estão cortes e ferimentos causados por pedras e troncos, contusões e machucados causados por pulos de árvores e ponte do igarapé, o ambiente concentra um grande número de crianças, o Corpo de Bombeiros orientou os pais a ter atenção redobrada devido as correntezas. Em Colares, todo cuidado é importante por causa da grande quantidade de arraias nas praias, atenção com o horário da enchente para evitar afogamentos e banhistas entrando ao mar após ingerir bebida alcoólica foram algumas das orientações e advertências repassadas pelos guarda-vidas.

Texto: Joyce Assunção (Colaboração Carlos Yury)

Fotos: Sargento Silva e Cabo Barreto