Corpo de Bombeiros promove distribuição de Kit Gás
Publicado: 10 de Abril de 2018 - Hora: 12:44

Corpo de Bombeiros promove distribuição de Kit Gás

 

Equipes do Corpo de Bombeiros do 27º Grupamento Bombeiro Militar, promoveram ação de prevenção com a distribuição de 100 Kits Gás (registro regulador e mangueira) nas casas da comunidade Pantanal, no bairro do Mangueirão. O objetivo foi demonstrar como se deve agir diante de uma situação de vazamento de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP).

Com o apoio da Defesa Civil do Estado, foi realizado prevenção e orientações em áreas pré-selecionadas: “A necessidade é observar a validade do registro e das mangueiras, bem como, desmistificar algumas situações quando se tenta impedir um vazamento.”, explicou a subcomandante do 27º GBM, Major Gabriela Contente, e reforça que esse momento é o ponto inicial para fortalecimento de vínculo entre o 27º GBM e a comunidade.

O 27º Grupamento de Bombeiros Militar é localizado no bairro do Mangueirão atendendo sete bairros (Mangueirão, Castanheira, Marambaia, Una, Cabanagem, Parque Verde e Benguí) da capital paraense. O local da ação escolhido foi devido ao apoio da Associação de Moradores de Catalina e a necessidade do serviço na comunidade do Pantanal.

A Escola Estadual de ensino fundamental Jardim Jaderlar e o Espaço Karina que realiza encontros, ações e políticas públicas para a comunidade do Pantanal receberam extintores de incêndio que foram patrocinados pela empresa Chamatec. “Agradecemos aos bombeiros, agora nós estamos com uma segurança a mais porque nos foi doado o extintor de incêndio. Com essa doação, todos que trabalham aqui agradecem a assistência dada a Escola Jardim Jaderlar”, agradeceu a vice-diretora Francisca Reis.

“Por lidar com crianças com faixa etária de 7 a 9 anos de idade, é importantíssimo, haja vista, que não há extintor na escola. Conversando com a comunidade, foi feito um levantamento e a grande necessidade de ter um extintor de incêndio aqui, mas, demonstrar para as professoras como se utiliza o equipamento”, informa o sargento Raimundo Pedra.

Bombeiros na comunidade – A ação realizada contou com o apoio da empresa Liquigás que realizou a doação dos 100 kits gás que foram distribuídos no bairro do Mangueirão. “Mais uma vez, estamos com o Corpo de Bombeiros e levar as residências uma maior segurança para todos é essencial”, disse Marton Goyana, da área de vendas da Liquigás.

A Joelma Tavares faz parte da comunidade do Pantanal e foi uma das 100 famílias que receberam o kit gás e a troca do equipamento que havia vencido há três anos. “Estava usando um material vencido que poderia causar um acidente ou incêndio a qualquer momento sem ao menos saber, mas graças aos bombeiros pude receber orientações”, afirmou.

O Cabo Ilmar Júnior salienta que uma boa parte dos incêndios nos domicílios são causados pela mangueira do gás. “Nas ocorrências de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) percebemos que é devido à mangueira e o registro do gás estarem fora da validade. Importante dizer que ao colocar barra de sabão na mangueira não veda e sim contribui para o ressecamento da mangueira e danifica o registro. Orientações foram repassadas à comunidade para que sejam evitados futuros acidentes”, ressalta.

Fique atento a algumas dicas de prevenção: Para verificar se está havendo vazamento do gás de cozinha basta pegar uma esponja com sabão, fazer espuma e aplicar no local, se apresentar bolhas na região aplicada, significa que o registro está mal encaixado, o necessário é retirar, fazer os ajustes e encaixar novamente.

“É comum ao ver o vazamento as pessoas colocarem sabão em barra para vedar o vazamento, mas não é aconselhável, pois ele resseca a mangueira e posteriormente pode haver um vazamento maior”, orienta o cabo Marcos Mendes.

Reforça ainda que “o gás de cozinha não apresenta cheiro, mas é colocado um produto para a identificação em caso de vazamento, ao colocar o sabão, ele pode tirar o cheiro do produto, assim, dificultando o morador de saber quando há um vazamento de gás”.

Para sua segurança, não acione interruptores de eletricidade, se sentir cheiro de gás, o recomendado é abrir portas e janelas para que o ambiente seja arejado.

Ao sair de casa, não esqueça de fechar o registro de gás. Entre em contato com a empresa distribuidora de gás e, em casos mais graves, com o Corpo de Bombeiros (193).

Texto e Fotos: Carlos Yury

Compartilhar: