CIOP reinaugura sala de operações e melhora serviços
Publicado: 1 de agosto de 2017 - Hora: 10:18

CIOP reinaugura sala de operações e melhora serviços

Profissionais do Centro Integrado de Operações (CIOP) ganharam, nesta terça-feira (18), um novo ambiente de trabalho após reforma total na sala de operações. O espaço agora conta com luzes adequadas, refrigeração, novo mobiliário, piso elevado, revestimento acústico à prova de chamas, tudo para proporcionar um ambiente melhor e, com isso, dar mais condições de trabalho aos funcionários do Centro.

O diretor do CIOP, Heyder Calderaro, comemorou as melhorias. “Foram várias frentes de trabalho atuando para a completa readequação do ambiente para torná-lo agradável e adequado, melhorando a produtividade dos nossos servidores. Aqui é onde toca o 190, as ligações de urgência e emergência, importante serviço que atende a sociedade diuturnamente. Trouxemos hoje aqui o staf da segurança pública para apresentar a eles esse espaço e para que possam constatar todas as mudanças”, explicou o diretor.

Outra mudança foi a instalação de um sistema de atendimento ao cidadão, agora auxiliado por computador com georreferenciamento. Esse sistema age fazendo a localização em tempo real do cidadão que ligou para o Centro, identificando melhor o local da ocorrência e, de antemão, pode acionar a câmera de videomonitoramento mais próxima para checar de imediato algo que esteja ocorrendo.

O delegado geral da Polícia Civil, Rilmar Firmino, aprovou as melhorias e falou sobre o trabalho de videomonitoramento do CIOP. “Só com a ampliação dessa sala pode-se aumentar o percentual de atendimentos da Polícia Civil dos antes 45% das chamadas para 90%, um aumento de 100% no atendimento das demandas vindas a partir do CIOP, por isso não restam dúvidas da importância desse trabalho”, afirmou, ressaltando que o sistema do CIOP tem sido indispensável para a elucidação dos crimes, principalmente de homicídios. Sem falar no formato integrado, implantado no Pará antes de qualquer outro Estado brasileiro, congregando desde o Detran, Bombeiros, polícias Civil e Militar e também o sistema penal.

O Comandante da Polícia Militar, coronel Hilton Benigno, enfatizou a melhoria do ambiente de trabalho. “Toda essa mudança fará elevar o grau de produtividade de quem trabalha aqui na sala de operações. E isso foi só o começo. Ainda este ano serão implementados novos softwares para avançar ainda mais nesse atendimento, um deles, por exemplo, será capaz de detectar veículos roubados, o que deve melhorar o atendimento da polícia na região metropolitana”.

Além de monitorar transeuntes, o sistema também dá a possibilidade, por exemplo, de identificar prédios que correm risco de desabamento ou focos de incêndio, antes mesmo que eles se ampliem. O coronel Zanelli Nascimento, comandante do Corpo de Bombeiros do Pará, elogiou a mudança. “A criação do CIOP, ainda em 1998, nos deu um suporte muito grande ao antecipar os atendimentos de chamadas do cidadão. A cada ano que passa o CIOP vem melhorando e quem ganha com isso é a sociedade e as instituições que fazem parte do sistema de segurança pública do Pará”, finalizou.

O funcionamento interno do CIOP ocorre 24 horas por dia, com serviço de militares estaduais e colaboradores civis, em um ambiente de acesso restrito acionado por meio de ligações ao 190 ou pelo registro de algum flagrante e/ou atitude suspeita visualizada pelo videomonitoramento.

Além da região metropolitana, o atendimento do CIOP acontece no interior do Estado, sob o comando dos Núcleos Integrados de Operações (Niop) em Altamira, Castanhal, Capanema, Conceição do Araguaia, Marabá e Santarém, e pelos Centros de Atendimento e Despacho (CAD) em Parauapebas, Salinópolis, Tailândia, Bragança e Santa Isabel.

Por Heloá Canali (Agência Pará)

Compartilhar: