CBMPA comemora o Dia Nacional dos Bombeiros
Publicado: 12 de julho de 2017 - Hora: 09:59

CBMPA comemora o Dia Nacional dos Bombeiros

A Corporação dos bombeiros no Brasil completará 161 anos no dia 02 de julho e em virtude da data todos os Corpos de Bombeiros do território brasileiro comemoram o dia com solenidade e programações. Os bombeiros do Pará comemoraram a data na manhã desta sexta-feira, 30, no Quartel do Comando Geral, em Belém.

A solenidade teve entrega de medalhas “Dom Pedro II”, entrega do Espadim “Intendente Antônio Lemos” aos cadetes. O evento contou com a presença de diversas autoridades civis e Militares, entre elas estavam o Vice-Governador do Pará, Zequinha Marinho, que discursou em nome do Governador Simão Jatene. “No dia 02 de Julho é celebrado o dia Nacional dos Bombeiros e deixo meus agradecimentos em nome do Governo do Pará à Corporação pelo que tem feito em 161 anos,  e ressaltar a parceria com o povo paraense. Cumprimento os agraciados com a medalha “Dom Pedro II” e aos cadetes que receberam o Espadim, um passo foi dado e uma nova geração esta se formando, vocês já estão fazendo a diferença. Desejo mais e mais anos aos Bombeiros para que continuem cumprindo sua principal missão de salvar vidas”, ressaltou o Vice-Governador.

Na cerimônia alusiva ao dia Nacional dos Bombeiros foram entregues 55 medalhas do mérito Bombeiro Militar “Dom Pedro II” a civis e militares. A 1° Tenente Claudia Rabelo recebeu a medalha e agradeceu pelo reconhecimento. “É uma honra receber esta medalha de tamanha importância do Corpo de Bombeiros, eu como policial militar fico muito lisonjeada por fazer parte de uma força co-irmã, então agradeço o reconhecimento e esta medalha será muito bem guardada, principalmente em meu coração”, afirmou.

A medalha “Dom Pedro II” é a maior condecoração da Corporação, e foi criada conforme atribuição do Governador do Estado, usando a competência que lhe confere pela constituição Estadual e Decreto Estadual nº 2.523 de 13 de maio de 1994, de acordo com a proposta do conselho do mérito Bombeiro Militar D. Pedro II, que tem objetivo de condecorar civis e militares por prestarem assinalados serviços ao estado e a corporação.

“Todos os anos essa data fica marcada em nossas vidas. E nesta solenidade a entrega do espadim foi um diferencial, porque é um momento em que os alunos oficiais de carreira recebem depois do período de adaptação, o Espadim Antônio Lemos que é o símbolo da honra do cadete, momento que ficará marcado para sempre na vida dos alunos CFO e familiares. O Corpo de Bombeiros parabeniza todos os heróis que diariamente somam esforços nos quarteis espalhados pelo Brasil com objetivo de salvar vidas e bem alheios. A cada dia renovamos esse compromisso e reafirmamos nosso juramento em fazer salvamentos mesmo com sacrifício da nossa própria vida”, finalizou o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, Coronel Zanelli Nascimento.

A entrega do Espadim é um momento, na qual os cadetes estão iniciando, de fato, sua jornada no mundo militar. É a confirmação e o compromisso que cada um faz com os Bombeiros e a sociedade, a fim de se dedicar. Também é o momento em que os Cadetes do Curso de Formação de Oficiais (CFO) recebem o símbolo da dignidade e da honra.

O cadete Lucas Rodrigues da 14° turma do CFO se emocionou ao receber o espadim: “É uma emoção que nunca senti igual, é como separasse a vida civil com o militarismo e a gente observar isso quando estamos frente a frente com a sociedade, o quanto nós somos importante e o quanto nós podemos fazer por outra pessoa. É uma sensação única, quando entramos em forma nós sentimos uma queimação no corpo que não tem como explicar, ainda estamos anestesiado ate agora”, afirmou o cadete.

A solenidade também contou com o momento de desfile de tropa com cinco pelotões formado por militares combatentes, socorristas, guarda-vidas e alunos do Curso de Formação de Praças e do Programa Escola da Vida. Ainda teve o desfile motorizado com viaturas de incêndio, motocicletas entre outras.

Atualmente o Corpo de Bombeiros do Pará possui um efetivo 3.173 militares, sendo 335 oficiais contando com os alunos do Curso de Formação de Oficiais (CFO), e 2.838 praças incluindo os alunos do Curso de Praças (CFP).

 

Por Carlos Yury

Revisão: Soldado Roclane Damasceno

Fotos: Sargento Carlos Cesar

Compartilhar: