Bombeiros e Defesa Civil Estadual dão suporte para as vítimas de enchentes em Paragominas
Publicado: 12 de Abril de 2018 - Hora: 18:49

Bombeiros e Defesa Civil Estadual dão suporte para as vítimas de enchentes em Paragominas

População do município de Paragominas, no nordeste do Pará, sofre com chuvas fortes desde às 23h, desta quarta-feira (11), a chuva contínua ocasionou por voltas das 02h da madrugada de quinta-feira (12) enxurradas e o aumento do nível do rio que atingiram o bairro Laércio Cabeline que é a parte baixa da cidade e o bairro Promissão.

A enxurrada também rompeu a Rodovia PA-256, na altura do km 12, entre a BR-010 e o Rio Capim, exatamente no trecho que foi recuperado e liberado para o trânsito no início desta semana por equipes contratadas pela Secretaria de Estado de Transportes.

O coronel Francisco Cantuária, coordenador adjunto da Defesa Civil Estadual, explica que a instituição foi acionada às 5h da manhã e enviou para o local uma equipe formada por mergulhadores de salvamento de águas rápidas.

O Corpo de Bombeiros Militar em conjunto com a Defesa Civil Estadual estão desenvolvendo ações aos desabrigados e os desalojadas, além de prevenções ao longo dos lugares alagados. Militares da Defesa Civil do Estado se deslocaram para o município de Paragominas para dar suporte e apoio ao município.

Duas vítimas morreram durante as enchentes e mais de 100 casas foram destruídas. O prefeito Paulo Tocantins declarou estado de calamidade pública em toda extensão do município. A Prefeitura já mobilizou, desde a madrugada, todos os órgãos municipais para atuarem nos locais de desastre e atender a população. Uma convocação de voluntários também já foi acionada.

Aproximadamente o rio está 4 metros de altura acima do nível normal,  estendendo-se para a parte baixa da cidade. As famílias desalojadas estão sendo remanejadas para lugares apropriados.

A prefeitura de Paragominas disponibilizou pontos de abrigo na cidade, confira:

Quadra do Ginásio Municipal de Esporte;

Escola Professor Raimundo Laureano da Silva Souza;

Escola Irmã Maria Angélica Dantas;

Escola Sonia M Terzella;

Escola Amador Peres;

Escola Anésia C. Chaves;

Centro de Convivência Socorro Gabriel – Secretaria de Assistência Social.

As pessoas que tiveram suas casas invadidas pela água da chuva, podem se dirigir até esses locais. Para mais informações ligue ou envie sua mensagem para (91) 98197-8027.

Por Carlos Yury