Bombeiros celebram Independência do Brasil em desfile cívico-militar em Belém
Publicado: 7 de setembro de 2017 - Hora: 16:36

Bombeiros celebram Independência do Brasil em desfile cívico-militar em Belém

Celebrando os 195 anos da Independência do Brasil, instituições desfilaram na capital paraense nesta quinta-feira, 7 de Setembro, feriado marcado por eventos como desfiles cívico-militares por todo o País.

A organização do evento, neste ano, foi de responsabilidade do Comando Militar do Norte (CMN), em conjunto com o Governo do Estado e demais Forças Armadas e Auxiliares, além de órgãos públicos. A cerimônia aconteceu às 9h da manhã, na avenida Presidente Vargas.

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará participou do tradicional desfile de 7 de setembro desfilando com 367 bombeiros e pelotão motorizado com 38 viaturas operacionais da corporação. Também participaram do desfile, os alunos do Programa Escola da vida e a Banda do CBMPA, representados por quartéis sediados da capital em 9 pelotões.

“O dia 7 de setembro é importante para todo o Brasil e esse dia acaba empolgando o mundo civil. Para o corpo de Bombeiros Militar do Pará é de extrema importância participar do desfile porque mostramos para a população que estamos prontos, tanto na parte de efetivo, quanto na parte operacional”, ressaltou o comandante geral do CBMPA, coronel Zanelli Nascimento.

Abrindo o desfile do Corpo dos Bombeiros do Pará, executado por sua banda de música, composta por 40 militares músicos, que há 27 anos divulga um repertório diversificado, neste desfile cívico-militar foi regido pelo capitão Clerisson Lima.

O 2° Sargento Airton Paraguai músico da banda do CBM realizou o seu último desfile e se emociona ao falar de sua despedida da corporação. “Meu primeiro desfile militar foi em 1988 pela força aérea brasileira, em 1992 entrei para o bombeiro e hoje é meu 29° e último desfile na ativa, como estou indo para reserva remunerada bate aquela tristeza por deixar os amigos e felicidade por ficar mais próximo da família, mas estarei sempre à disposição da minha amada instituição”, relatou.

A lei nº 5.571, que dá a festa da independência o papel de exaltar: “Com a finalidade de explicar o significado político do acontecimento, exaltai a ideia de pátria estimular o amor à liberdade, cultuar as tradições nacionais, estimular os sentimentos de solidariedade e o amor ao trabalho construtivo como fatores de preservação e fortalecimento da Independência”.

O tenente-coronel Helton Morais ressalta a importância do desfile: “para o militar esse momento cívico é muito importante, pois é na avenida que é representado sua corporação, e a população se volta para esse evento da independência do país, e representar nossa instituição nesse evento de grande importância é motivo de orgulho pra todo nós bombeiros, em especial para mim que é a primeira vez que estou comandante a tropa, o orgulho é inarrável, é algo que nos motiva”, ressaltou o coordenador do Centro de Formação de Aperfeiçoamento e Especialização.

Gratidão

A cadete Ana Beatriz realizou seu primeiro desfile: “como filha de militar, desde pequena sempre acompanhei o desfile de 7 de setembro e gostava de vir, mas nunca imaginei que estaria desfilando como militar. Sempre admirei o trabalho dos bombeiros e, é uma realização fazer parte da corporação e marchar por ela e sou grata por esse momento”, afirmou a aluna do Curso de Formação de Oficiais.

No meio de toda a multidão que acompanhava o desfile a menina Isabela Andrade de apenas 6 anos, estava vestida com o uniforme dos bombeiros e disse que estava muito feliz em ver um bombeiro de perto. “O meu irmão me deu a roupa porque eu quero ser bombeira quando crescer. Eles ajudam as pessoas e apagam fogo”, contou Isabela.

Além do 2° Sargento Airton Paraguai, os sub-tenente Uriel Azevedo, Aluízio Chaves e Lucas Maia todos da banda de música do CBM também estão indo para a reserva remunerada e agradecem à instituição por receberem de braço aberto e se emocionaram no desfile por mais um ciclo está se completando.

Educação

De acordo com suas diretrizes e lema “Vidas alheias e riquezas salvar” o Corpo de Bombeiros Militar do Pará vem exercendo ações de inclusão e proteção social, por meio do Programa Escola da Vida que possibilita a operação de atividades para a comunidade.

Com o objetivo de oferecer as crianças informações, orientações, treinamento, educação e base de apoio para a formação do cidadão com conhecimentos básicos da profissão Bombeiro Militar, além de outras atividades de caráter interativo social, reforçando a educação para a formação do futuro cidadão e fortalecendo os laços familiares.

Hoje o Programa Escola da Vida possui 3.168 alunos em 24 polos no Estado do Pará.

Encerrando o desfile cívico-militar, o pelotão motorizado esteve composto pelas viaturas Auto Bomba Tanque, Auto Tanque, Auto Busca e Salvamento, Unidade Resgate, Moto aquática, Auto Tanque Pipa, Auto plataforma mecânica, lanchas de resgate e Jeeps marruá.

Por Ascom CBMPA

Compartilhar: