Banda de Música do CBMPA participou da Campanha de Enfrentamento à violência contra a Mulher
Publicado: 17 de novembro de 2017 - Hora: 14:02

Banda de Música do CBMPA participou da Campanha de Enfrentamento à violência contra a Mulher

Com uma programação recheada de atrações culturais e a presença de autoridades do Estado, assim como de representantes de entidades que militam na causa, a cerimônia de abertura da campanha ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher’, promovida pelo Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), deu o pontapé inicial para uma série de ações preventivas e de combate à violência contra as mulheres no Pará. O evento, realizado na manhã desta terça-feira (14), no Teatro Estação Gasômetro, em Belém, destacou o tema escolhido para a edição deste ano: “Empodera Mulher Negra. Empodera!”.

A cerimônia de abertura contou com a apresentação da Banda de Música do Corpo de Bombeiros, que executou os hinos do Pará e do Brasil, além de canções voltadas para as mulheres. A programação também incluiu rodas de carimbó e falas de representantes de entidades parceiras na campanha, como a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Tribunal de Justiça do Estado e Fundação Pro Paz, entre outros.

Sobre a regência do Capitão Clerison Costa, a Banda de Música do Corpo de Bombeiros Militar do Pará participou da Campanha Enfrentamento à violência contra a Mulher trazendo ao corpo presente no evento com música de qualidade, além de músicas voltadas para o tema deste ano.

“O evento com essa temática é muito importante para a sociedade, porque a mulher tem um papel fundamental em nossa sociedade, e campanhas com essa temática ajuda a conscientizar e mobilizar a todos para o enfrentamento à violência, existem mulheres em nossa banda e nossa Corporação e todas são essências e relevantes seja em qual função ocupam”, ressaltou o Capitão Clerison Costa.

“A campanha é de extrema importância para as mulheres paraenses, mas para que alcancemos o resultado esperado é preciso envolver todos os agentes, os homens inclusive, mesmo considerando que nem todos são agressores. Apesar do nome ‘16 Dias de Ativismo’, a campanha se estende pelos 365 dias do ano, período em que atuamos no enfrentamento desse tipo de crime”, explicou a coordenadora de Integração de Políticas para Mulheres da Sejudh, Trindade Tavares.

De janeiro a outubro de 2017, foram atendidas 5.426 mulheres vítimas de violência em todo o estado. Desde sua criação, em 2012, mais de 24 mil mulheres já passaram pelas unidades do Pro Paz Integrado.

A campanha ‘16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher’ é desenvolvida em mais de 100 países, no período de 25 de novembro a 10 de dezembro. No Brasil, o início dessa campanha é antecipado para o dia 20 de novembro em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra, a fim de destacar a dupla descriminalização vivenciada por mulheres negras. No Pará, passou a integrar o calendário oficial de eventos do Estado em setembro de 2015, em decreto assinado pelo governador Simão Jatene.

Por Leba Peixoto (Agência Pará) / Colaboração Ascom CBMPA

Compartilhar: