Balanço da primeira quinzena da Operação “Verão Seguro 2017”
Publicado: 1 de agosto de 2017 - Hora: 10:35

Balanço da primeira quinzena da Operação “Verão Seguro 2017”
O Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA) está realizando, no período de 30 de junho a 31 de julho, a Operação Verão 2017. Neste período estão sendo intensificadas ações de segurança e prevenção nos balneários do Estado.

No decorrer da primeira quinzena, foram registradas 1.194 (mil cento e noventa e quatro) ocorrências, durante a prevenção de guarda-vidas. Entre as principais ocorrências estão orientações e advertências ao público (8.351), seguidas de acidentes com animais marinhos (328), crianças localizadas (169), intervenção de princípios de afogamentos (106), lesões causadas por linhas de pipa (29) e afogamentos fatais (2). As praias que registraram mais advertências foram Outeiro (3.098), seguida de Salinópolis (943), Marudá (716), Soure (498) e Salvaterra (467).

A orientação pode ser feita de duas formas: quando o banhista vai até barraca dos bombeiros solicitar informações e serviços (tábuas de maré, folders e pulseirinhas de identificação para as crianças) ou quando é abordado por guarda-vidas. Neste último caso o banhista pode receber orientações ou advertências.

As orientações são informações passadas pelos guarda-vidas sobre as características da praia ou balneários, tais como, informações sobre a preamar, baixa mar, áreas destinadas para banho, localização da barraca dos bombeiros, áreas de vala e valões, presença de pedras, troncos de árvores e animais marinhos que podem ocasionar acidentes, entre outros.

Já a advertência é qualquer comportamento inadequado que pode levar o banhista ou outrem a alguma situação de risco naquele ambiente, nesses casos a intervenção é imediata pelos guarda-vidas. 

Como exemplo: crianças que pulam de árvores ou boias e podem cair em cima de outra pessoa ocasionando algum tipo de acidente; equipamentos infláveis (boias) podem levar o banhista para longe da margem; empinar pipas em locais inadequados podem ocasionar ferimentos, alguns de natureza grave, além de pipas e bolas que caem na água longe do seu alcance e os banhistas tentam nadar atrás dos objetos, são comportamentos inadequados para essa situação que podecolocar em risco ele mesmoA advertência é quando não está se cumprindo as normas e orientações. Tudo que saia do contexto da naturalidade, tem que ser advertido.

Animais marinhos

Também neste verão, os bombeiros observaram um aumento de 80% nos incidentes envolvendo animais marinhos. Foram 328 casos, o crescimento pode estar relacionada a fatores biológicos, como correntes marinhas, temperatura da água e o desconhecimento dos banhistas nas áreas de banho. 

A recomendação para o banhista que foi alvo de queimadura por águas-vivas é lavar a região afetada com água do mar, mas sem esfregar. “Isso vai ajudar a limpar as toxinas que o animal deixa no contato com a pele ”, disse a Major Vivian LeiteAo sair do mar, o veranista pode terminar de limpar o ferimento com soro fisiológico. Em hipótese alguma se deve usar água doce.

Crianças perdidas

Nesta temporada, foram registrados 169 atendimentos de crianças que haviam se perdido de seus responsáveis. Na primeira quinzena do ano anterior, os Bombeiros haviam localizado 173 crianças perdidas. Para ajudar na redução desta estatística, a corporação distribuiuaté o momentocerca de 17 mil pulseiras de identificação, com nome e telefone para contato

Operação Estrada

Durante o período da primeira quinzena, foram registradas 04 (quatro) ocorrências, durante a Operação Estrada, o que corresponde a uma redução de 85% em relação ao mesmo período de 2016, onde foram registradas 27 (vinte e sete) ocorrências.

A Operação Estrada tem o objetivo de intensificar as fiscalizações, além da guarda preventiva e ostensiva. Entre as ocorrências estão acidentes automobilístico sem óbito (02) que apresentam queda de –86% em relação ao ano passado que obteve (14), seguida de mal súbito (01) e transporte clínico (01).

Prevenção

O CBMPA está trabalhando em 64 localidades divididas entre os 36 munícipios paraenses na condição de guarda vidas e socorristas de 8h às 18h. Também está realizando o serviço de prevenção nas estradas com militares em resgate da corporação, que ficam em pontos fixos nas barreiras de Santa Luzia, Nova Timboteua, Santa Maria e Goianésia.

Os militares têm trabalhado de forma preventiva distribuindo pulseiras de identificação para crianças, ação preventiva com a finalidade de agilizar o reencontro das crianças aos pais, em caso de desencontroorientações aos pais sobre as condutas de segurança no meio aquático, bem como, alertar sobre os riscos de acidentes aquáticos, caso não haja a devida atenção com as criançascondutas a serem adotadas para um lazer seguro nas praias e balneários numa linguagem acessível.

Dicas de segurança

Não superestime sua capacidade de nadar. Avalie as consequências de um possível incidente.

Em água doce ou salgada, é importante você tomar banho em locais rasos e sem correnteza.

Se notar que está sendo arrastado por uma dessas correntes, mantenha-se calmo e tente acenar ou gritar por socorro enquanto nada transversalmente (para o lado, em vez de para o raso).

Não tente salvar pessoas vítimas de afogamento sem estar habilitado.Neste caso, lance algum objeto que a ajude a vítima a flutuar e acione guarda-vidas ou a emergência pelo telefone 193.

Se você é pai não faça uso de bebidas alcoólicas, crianças exigem cuidado redobrado. Não as perca de vista. 

Sempre que possível, opte pelo uso do colete salva-vidas ao invés de objetos flutuantes.

Nunca nade após ingerir bebidas alcoólicas, alimentos ou se estiver passando mal ou com frio.

Evite se aproxima de costões. Ao caminhar sobre as pedras destes ambientes, observe antes se uma onda não poderá atingi-lo e jogá-lo no mar.

Evite tentar pegar objetos como bolas ou pipas que estejam sendo levados pela correnteza e fora do seu alcance. 

Antes de mergulhar, certifique-se da profundidade. Um acidente pode provocar sequelas irreversíveis.

Por Carlos Yury

Foto: Sargento Carlos Cesar

Compartilhar: