Academia Bombeiro Militar: 25 anos ensinando a comandar heróis com maestria e disciplina
Publicado: 18 de abril de 2017 - Hora: 11:34

Academia Bombeiro Militar: 25 anos ensinando a comandar heróis com maestria e disciplina

Inspire-se no passado, execute no presente e planeje para o futuro. Essa linha de raciocínio foi um fator responsável pela excelência da Academia Bombeiro Militar “ CAP Antônio Veríssimo Ivo de Abreu”, que no dia 17 de março realizou a cerimônia cívico militar alusiva a comemoração do Jubileu de Prata.

O evento foi realizado no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP) e contou com a presença de autoridades civis e militares. Durante a cerimônia foram entregues certificados e feitas homenagens aos Amigos da Academia Bombeiro Militar (ABM) e Ex-comandantes da Unidade, em especial os oficiais da reserva remunerada Coronel Bendelak, Tenente Coronel Fonseca e Tenente Coronel Piquet que receberam a homenagen emocionados. Dentre um misto de sentimentos de orgulho e honra, foi um momento de muita emoção para os agraciados.

O Coronel Zanelli Nascimento, Comandante Geral do CBMPA, enfatizou a importância do militar para a sociedade. “É a nossa união que vai fortalecer e mostrar para a sociedade a importância que temos, em especial, para os Cadetes que fazem parte da 14ª turma, eu tenho certeza que o brilho e a dedicação marcarão o futuro institucional. As pessoas que representam esse grupo seleto de ser militar, independente de força, vai determinar as mudanças do nosso país”, discursou o Comandante Geral.

Na estrutura organizacional do Corpo de Bombeiros Militar, a ABM foi criada inicialmente como Escola de Formação de Oficiais no ano de 1992, através do Decreto Estadual nº. 696, porém em 2010 passou a ser denominada de academia, por ser mais abrangente e apresentar como um dos principais objetivos a incorporação de novos cursos.

O Tenente Coronel Eduardo Celso, Comandante da ABM, discursou sobre a história da Academia e agradeceu ”esse momento é algo histórico e fundamental para o futuro da nossa instituição. Pois daqui sairão os futuros gestores do CBMPA, nós precisamos a cada dia fortalecer esse sentimento, sabendo que tão nobre profissão precisa ter pessoas capacitadas”.

Atualmente, a Academia possui uma turma de cadetes no 1º Ano do CFO, composta por 30 alunos, sendo 23 Cadetes do sexo masculino e 07 do sexo feminino, que ao final de três anos de curso, serão declarados Aspirantes à Oficial Bombeiro Militar e sairão com a titulação de Bacharelado em Gestão de Riscos Coletivos.

A cadete Ana Paula Britto Pereira, 01 do curso, declara: “ A carga de responsabilidade é muito grande, não só por ser 01 mas também por ser mulher, pois me sinto encarregada de mostrar para todos que as mulheres também são capazes. A pressão e a cobrança de ser a primeira colocada me faz querer dar o meu melhor a cada dia. Essa solenidade marcou a minha vida e da minha família, pois sou a primeira militar na família e confesso que nem eu esperava gostar tanto desse meio. A cada dia me apaixono mais pela hierarquia e disciplina, e principalmente pela missão do bombeiro militar, que é salvar vidas. A academia me ensina que todo o conhecimento e experiência que passamos é necessário para nos acrescentar como profissionais”.

O Cadete Alcidenes Modesto, que ingressou na 14ª turma da ABM, explica a escolha pela profissão. “O que me levou a buscar o Corpo de Bombeiros foi o incentivo da minha família, que tem muitos militares. Eu percebia a disciplina, hierarquia e principalmente o respeito entre os militares como algo muito bom”, explicou o Cadete. Que revelou também estar na profissão pela possibilidade de salvar vidas.

Para encerrar com chave de ouro, a tropa representativa do CBMPA desfilou em continência às autoridades presentes.

 

Texto:Cadete Ana Beatriz, V.C Eduardo Monteiro e V.C Thainá Dias

Revisão: Major Vivian e Soldado Damasceno

Fotos: Sargento Carlos Cesar e Cadete Ana Beatriz

Compartilhar: