Bombeiros realizam estágio de aperfeiçoamento em salvamento veicular

      

Nos últimos anos, os índices de acidentes de trânsito tem aumentado significativamente, dentre as principais ocorrências atendidas, destaca-se os acidentes com vítimas presas em ferragens, que segundo as estatísticas do Corpo de Bombeiros chegam a 69 ocorrências só neste primeiro semestre de 2016. Visando qualificar e padronizar este tipo de atendimento, o grupamento de busca e salvamento (GBS) realizou no período de 15 a 20 de maio um estágio de instrução a salvamento veicular para os militares da corporação.

Durante as aulas os alunos tiveram contato com as últimas atualizações a respeito das técnicas de abordagem à vítima e as novas tecnologias de utilização. A aula prática foi realizada no km 17 da Br-316, ali os bombeiros receberam orientações sobre os principais pontos de acesso à vítima, a importância da organização da equipe durante a operação, além de participarem de uma simulação de acidente.

            

O estágio possui carga horária de 20h/aula e foi organizado por uma equipe de militares do GBS, coordenados pelo Major Neto, Comandante do grupamento. O capitão Guilherme Torres, um dos coordenadores do estágio, afirmou que este primeiro curso foi desenvolvido para nivelar o efetivo e assim dar oportunidades para que novos treinamentos sejam realizados no segundo semestre. “O curso pretende oferecer preparo para os militares, tanto no sentido técnico como no psicológico, dessa forma os bombeiros irão atender às vítimas de forma rápida e dentro dos critérios de segurança, possibilitando a reabilitação e a estabilidade da mesma”, afirmou o capitão.

      

Segundo o Sargento C. Augusto, membro da equipe de instrução, há dois anos o GBS tem trabalhado para a melhoria do atendimento em acidentes veiculares. “O GBS está trabalhando constantemente no aperfeiçoamento do salvamento veicular. As técnicas de extração, estabilização e desencarceramento estão sendo difundidas, tudo com um único objetivo, oferecer qualidade no atendimento e preservar a vítima com vida”, destacou o militar.

      

Já o Cabo Dennys que esteve participando do estágio como aluno, declarou: “durante as ocorrências é preciso estar atento, o militar precisa saber qual a sua função e qual equipamento vai utilizar, por este motivo o curso aperfeiçoa as técnicas e contribui para que o tempo resposta seja reduzido”.

No mês de junho, o corpo de bombeiros, representado por militares dos quartéis do 3º GBM, Comando Geral e grupamento de busca e salvamento, participará de um campeonato de salvamento veicular no estado de São Paulo, onde serão avaliados o tempo de atuação e eficiência durante a ocorrência.

 

Texto: Voluntária Civil Camila Santos

Fotos: Sargento Carlos