Bombeiros participam de simulado no Mangueirão

mangueiro 1mangueiro 2mangueiro 3

Aconteceu ontem (20) pelo turno da manhã, no auditório do quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, uma reunião com os órgãos que comporão a coordenação de atendimento médico, por ocasião do jogo de futebol entre Brasil x Argentina, no próximo dia 28 de setembro (quarta-feira), no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão.

Veja a galeria de fotos

mangueiro 4mangueiro 5mangueiro 6

A reunião serviu para repassar aos órgãos participantes, o Planejamento Integrado, contendo todo o aparato que será montado para atendimento às vítimas, na área interna e externa do Mangueirão, como: número de postos de atendimentos com quantitativo de profissionais, ambulâncias, médico responsável pela triagem das vítimas, equipes de socorristas, hospitais de apoio, comunicação, sala de gerenciamento de crise, que funcionará no DETRAN, apoio aero médico, dentre outros.

 

A reunião contou com a participação de integrantes do Corpo de Bombeiros (BM/3); SESPA; SESMA; SAMU; Defesa Civil do Estado; Defesa Civil do Município e Cruz Vermelha.

Pelo turno da tarde, por volta das 17h00, cerca de 300 profissionais participaram, no Mangueirão, de um simulado de resgate de vítimas. O treinamento serviu para avaliar a estrutura de segurança na área de atendimento médico de urgência, por ocasião do jogo do dia 28.

Foram usadas para o simulado as áreas das rampas de acesso às arquibancadas, arquibancadas e cadeiras, onde equipes do Corpo de Bombeiros, SESPA, SESMA e Cruz Vermelha realizavam o transporte das vítimas, em macas, para o térreo do estádio. Os torcedores feridos eram colocados em lonas de quatro cores diferentes (verde, vermelho, amarelo e preto), obedecendo ao método Start de triagem e atendimento de feridos. Cada cor tem um significado; o verde representam os feridos com lesões leves; o amarelo representam as vítimas com lesões graves, sem risco imediato de morte; a vermelha indicam lesões tratáveis, com risco imediato de morte; e a cor preta representando o óbito.

As ambulâncias usadas no simulado estavam posicionadas à frente da área de triagem direcionadas para os portões de saída do estádio.

O Comandante Operacional do Corpo de Bombeiros, Tenente Coronel BM Morais, frisou que o objetivo do simulado - é a integração entre os órgãos para que se tenha um jogo com o máximo de segurança possível. Ressaltou também, que o CBMPA disponibilizou seis hospitais de campanha para serem utilizados pelas equipes que irão atuar na prevenção, além de outros materiais e equipamentos de salvamento e atendimento pré-hospitalar.

Texto: ASCOM

Fotos: CB Carlos