Histórico do CBM

 

Ao ser criado através de uma Portaria Provincial, datada do dia 24 de novembro de 1882, o Corpo de Bombeiros Militar surge no Estado do Pará como uma companhia da Policia Militar e, teve como primeiro comandante o então Capitão BM Antônio Veríssimo Ivo de Abreu. O atual comandante geral da corporação, o Coronel QOBM João Hilberto Sousa de Figueiredo, é o 48º comandante do Corpo de Bombeiros. A Corporação tem como patrono nacional Dom Pedro II (assim como todos os Corpos de Bombeiros do Brasil) e, como patrono estadual - o Intendente Antônio Lemos.

Com a promulgação da Constituição Estadual de 1989 o, então, Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado do Pará se emancipa. Além de obter autonomia ganha também um novo regime jurídico, passando a ser subordinado diretamente ao Governo do Estado e, passando, enfim, a se chamar Corpo de Bombeiros Militar do Pará. A nova Constituição do Estado também unificou o Comando do CBMPA com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – CEDEC, passando o Comandante Geral do CBMPA a coordenar também a Defesa Civil do Estado.

O Quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros do Pará está sediado na própria capital paraense, no municipio de Belém e, localiza-se à Avenida Júlio César nº 3.000, com a Avenida Pedro Álvares Cabral, Bairro de Val-de-Cans. Além do Quartel do Comando Geral, a Corporação conta, ainda, com 28 unidades operacionais distribuídas na região metropolitana de Belém – RMB e interior do estado. Hoje, além da capital, mais 19 municípios contam com a presença do serviço do Corpo de Bombeiros no Estado do Pará.

Atualmente, o CBMPA possui um efetivo de 3.003 militares entre homens e mulheres, praças e oficiais. Existem apenas duas formas de ingresso na Corporação, por meio de concurso público para soldados ou para oficiais.

Recentemente a corporação passou a obedecer a um novo regulamento de uniformes e uma nova lei de fixação de efetivo.