Bombeiros fazem prevenção de acidentes no revezamento da tocha olímpica em Belém.

    

Na tarde desta quarta-feira (15) o Corpo de Bombeiros Militar do Pará fez prevenção de acidentes no revezamento da tocha olímpica Rio 2016. Os bombeiros atuaram em motocicletas, viatura resgate, viatura de incêndio, viatura administrativa e ônibus da corporação, com objetivo de manter a tranquilidade do evento na capital Paraense.

        

Personalidades civis do estado participaram do revezamento, que teve inicio às 13h no estádio olímpico do Mangueirão. As personalidades se concentraram em vários posto e o Centro de Atividades Técnicas dos Bombeiros foi um desses postos de concentração, o que contribuiu na organização do evento.

A tocha após sair do Mangueirão seguiu pelas Avenidas Augusto Montenegro, Almirante Barroso, e passou pela frente do CAT às 13h20min, momento que os militares da resgate ficaram atentos para atender as ocorrências.  

    

O revezamento do símbolo olímpico ainda seguiu nas Avenidas Dr. Freitas, Senador Lemos, Júlio Cézar, Brigadeiro Protásio e Duque de Caxias, onde houve uma parada técnica no Santuário de Fátima. A partir desse local o revezamento seguiu pela Travessa Antônio Barreto, passando pelas avenidas Visconde de Sousa Franco (Doca) e Pedro Álvares Cabral, retornando para a Doca, onde houve uma parada em frente ao Shopping Boulevard.

A tocha ainda foi conduzida na rua Boaventura da Silva e avenidas Generalíssimo Deodoro e Nazaré. Os revezamentos seguiram pelas avenidas Magalhães Barata, José Bonifácio, José Malcher, Assis de Vasconcelos, Presidente Vargas, Rua Osvaldo Cruz, Avenida Assis de Vasconcelos, Marachal Hermes, Boulevard Castilho França, Avenida Portugal, Praça Dom Pedro II, Rua do Aveiro, Rua Padre Champagnat, Rua Dr. Assis e Rua do Arsenal até o Portal da Amazônia.

    

O Corpo de Bombeiros contou com apoio da Policia Militar do Pará, DETRAN na prevenção de acidentes do revezamento da tocha olímpica em Belém.

                                                                       

Texto: ASCOM/CBMPA

Fotos: Sargento Carlos Cesar